Água

A Águas de Penha tem o prazo de 35 anos para realizar investimentos na ordem de R$ 181 milhões na ampliação do abastecimento de água de universalização do acesso ao esgoto coletado e tratado. A meta inicial era implantar a solução para o tratamento de água a curto prazo e o sistema de coleta e tratamento de esgoto a partir do quarto ano de contrato. No entanto, uma repactuação do contrato está em curso que, a pedido do poder concedente, prevê antecipar os investimentos em esgoto.

Com relação a água, atualmente Penha depende 100% da captação e tratamento de água de outro município, mas há projetos de captação no Rio Luís Alves.

“Durante muito tempo não se investiu no Brasil em infraestrutura básica. Temos um cronograma que precisa ser respeitado e vamos avançando a cada ano até ter praticamente 100% de cobertura de água tratada e coleta e tratamento de esgoto”, afirma o Diretor-Presidente da Águas de Penhas, Ricardo Miranda.

  • As ações de regulação e fiscalização das atividades colocadas em prática pela Águas de Penha, relacionadas ao saneamento básico (abastecimento de água e esgotamento sanitário), são de responsabilidade da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (ARIS):  www.aris.sc.gov.br / 0800 648 9191.