Maria Izabel da Costa Menezes, residente no Mariscal, almoçou, lavou a louça, arrumou a filha cadeirante e pegou a estrada para chegar cedo na primeira edição do Dia das Águas, em Penha. Em pouco tempo, já estava na fila para ser atendida no mutirão de cidadania organizado pela concessionária Águas de Penha. Fez teste de glicemia, mediu a pressão arterial e ainda escolheu umas peças de roupas no espaço de doação para ajudar a diversificar o guarda-roupa. Ao final do dia, Maria Izabel e centenas de pessoas que partiram da ação eram só agradecimento.

“A comunidade precisa muito deste tipo de iniciativa, principalmente que envolva as crianças”, reforça a dona de casa Marta Pinto Carneiro, também residente no bairro. Na fila para cortar, sem custos, o cabelo do filho de oito anos, Marta diz que o Dia das Águas foi uma excelente opção de lazer para as crianças e adolescentes no final de semana. O evento contou com espaço infantil com cama elástica, guerra de cotonete, chute a gol, escorregador, pipoca e algodão doce.

Gratuito e aberto a toda a comunidade, o Dia das Águas ofereceu serviços como testes rápidos de saúde para verificação de pressão arterial e glicemia, cortes de cabelo, doação de roupas, teste de visão e consultas da CDL e da Associação Empresarial de Penha (Acipen), além de orientação de advogados através da OAB. Profissionais da Águas de Penha tiraram dúvidas sobre o sistema de abastecimento da cidade e deram orientações sobre a importância de consumir água tratada para a saúde da família.

De acordo com Gisele Lenzi, do Lions Clube, foram realizados mais de 100 exames de acuidade visual, avaliação da capacidade de enxergar com nitidez, distinguindo formas, cores e tamanhos de adultos e crianças. Os casos onde foi contatado função reduzida da visão serão encaminhados a especialistas. O Rotary Club, conforme Jean Schelter, diretor pró-juventude da entidade, distribui mais de mil peças de roupa durante a ação social. Algumas famílias, segundo Jean, saíram com dezenas de peças.

Para a secretária de Saúde de Penha, Regiane Bassso, o Dia das Águas foi uma excelente oportunidade para levar serviços sociais à comunidade. Ela explica que, a exemplo do Agita Penha (uma iniciativa da prefeitura), a ação da Águas de Penha oportunizou à comunidade a prestação de serviços que nem sempre estão disponíveis com tanta facilidade. Ela destacou ainda a importância da iniciativa para a vacinação da população. No local, foram realizadas mais de 160 vacinas, entre tríplice, viral e da febre amarela.

Parceira da Águas de Penha desde que a concessionária assumiu os serviços no município, a diretora do Centro de Educação Infantil João Batista da Cruz, onde foi realizado o mutirão, Camylla Príncipe, considera que a ação foi de extrema importância para a comunidade. “Nós precisamos muito destas iniciativas”, pontua. Na escola, a concessionária também desenvolve o programa Saúde Nota 10, outra iniciativa da empresa voltada à orientação de crianças dos 4º e 5º anos sobre saúde e educação ambiental.

O Dia das Águas contou com a parceria de importantes instituições da região, incluindo Secretaria Municipal de Saúde, Departamento de Cultura de Penha, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, CDL de Penha, Acipen, Rotary Club, Lions Club, Instituto Vida Renal, Instituto Mix e OAB.