Moradores, colaboradores da Águas de Penha e o presidente da Câmara de Vereadores de Penha, Everaldo Dal Posso, fizeram um plantio de mudas de palmeira  juçara ou içara (Euterpe edulis) na área do terreno do Poço do Rio do Ouro na sexta-feira, dia 7. A ação foi orientada por Fernanda Barreto, coordenadora operacional da concessionária, e integrou a programação da Semana do Meio Ambiente.

A palmeira juçara é uma árvore nativa da Mata Atlântica, ameaçada de extinção. O biólogo e coordenador de projetos socioambientais da Águas Penha, Luiz Gustavo Marzollo, destaca a importância da Semana do Meio Ambiente para trazer à tona o tema preservação ambiental. “Com ações desta natureza, procuramos incentivar os colaboradores e a sociedade a preservar os recursos naturais. A terra é nossa casa e temos o dever de cuidar dela”, lembrou.

Luiz Gustavo também deu sugestões aos participantes de como contribuírem para a preservação ambiental. Com o plantio das mudas, a ideia é implantar uma cortina verde dentro do terreno da concessionária onde fica o poço. Vizinhos ao terreno se comprometeram em ajudar a cuidar das mudas recém plantadas.

Saiba mais

A preservação da juçara está diretamente ligada à manutenção da biodiversidade da Mata Atlântica. Sua semente e seu fruto servem de alimento para mais de 48 espécies de aves e 20 de mamíferos. Tucanos, jacutingas, jacus, sabiás e arapongas são os principais responsáveis pela dispersão das sementes, enquanto cotias, antas, catetos, esquilos e muitos outros animais se beneficiam das suas sementes ou frutos. Os frutos são ricos em gordura e antioxidantes, por isso são tão procurados pelos animais.