A Prefeitura de Penha e a sociedade civil organizada vão procurar as prefeituras de Navegantes e Luiz Alves para solicitar aos prefeitos que concedam a documentação de que não se opõem à passagem das obras do sistema produtor próprio de água de Penha, em áreas territoriais dos dois municípios. A decisão de procurar as administrações foi definida em reunião realizada na manhã desta quarta-feira, dia 9, entre a direção da concessionária Águas de Penha, prefeitura e sociedade civil organizada.

 

A reunião foi convocada pelos representantes do Fórum de Desenvolvimento Econômico Local (DEL) para definir as próximas etapas das ações que serão adotadas para destravar o andamento do projeto de implantação do sistema produtor próprio de água de Penha. O projeto da concessionária é captar água no rio Luiz Alves a uma distância de 22 quilômetros, que está dependendo da aprovação da administração dos dois municípios e licenças ambientais de responsabilidade do poder publico. Balneário Piçarras, onde o sistema também passará, já concedeu a autorização.

 

Atualmente a Águas de Penha utiliza água fornecida pela empresa estadual. Essa água é extraída do rio Piçarras, manancial hídrico que não tem mais condições de abastecer os dois municípios. No encontro, também ficou definido avaliação da  capacidade de produção de poços artesianos, apresentação de planilha de investimentos da concessionária e a repactuação do contrato de concessão.

A prefeitura também sugeriu a realização de uma campanha de orientação à população envolvendo todos os segmentos da sociedade sobre importância de cada morador ter reservação em casa, não desperdiçar água, além de avaliar a possibilidade de elaborar uma lei municipal para multar quem desperdiçar água. De acordo com o presidente da Águas de Penha, Carlos Roma Junior, a questão do problema de desabastecimento no município só terá solução definitiva com a implantação do novo sistema produtivo independente que será muito menos suscetível às consequências da estiagem. Uma nova reunião será realizada dia 16 de janeiro, às 18h.